Prazer sem carne: Rhais Restaurante Vegetarista apresenta pratos saudáveis, saborosos e sem proteína animal

Por Thainara Cabral

Seja por saúde, ética ou preocupação com o meio ambiente, optar pelo vegetarianismo é um atitude que molda a vida.

‘Bife’ acebolado é feito com carne de soja (Foto: Amanda Vieira/JP)

‘Bife’ acebolado é feito com carne de soja (Foto: Amanda Vieira/JP)

Diferente do que muitos ainda pensam, essa mudança não está relacionada à restrição de opções na alimentação.

A escolha pelo caminho sem o consumo de carnes leva para uma trilha onde a diversão consciente na cozinha também está em criar infinidades de pratos alternativos, nos quais os produtos carnívoros dão lugar a ingredientes capazes de tornar a dieta mais mais saudável e cada vez mais distante da indústria alimentícia, que se tornou, recentemente, o assunto preferido da mídia por conta dos escândalos envolvendo os frigoríficos do país na Operação Carne Fraca, deflagrada pela Polícia Federal.

Buscar outras possibilidades alimentares inclui se permitir a experimentar novidades e esse é um dos objetivos do Rhais Restaurante Vegetarista, mostrar para as pessoas que é possível se alimentar com prazer em um modo mais saudável. Em atividade em Limeira há 14 anos, o estabelecimento chegou em Piracicaba há pouco mais de um ano.

Criado por uma família vegetariana, o restaurante surgiu da exaustão que a pergunta que todo vegetariano ouve praticamente todos os dias: “se não pode carne, então você só come alface?”.

Macarrão com molho rosé é opção de receita no restaurante (Foto: Amanda Vieira/JP)

Macarrão com molho rosé é opção de receita no restaurante (Foto: Amanda Vieira/JP)

“Eu e minha família não comemos carne desde 1986 e todo mundo ficava questionando como conseguíamos e do que nos alimentávamos.

Foi aí que veio a ideia do restaurante e desenvolver pratos que já eram tradicionais em casa”, contou Gisele Tereza, proprietário do estabelecimento.

A empresária, que parou de comer carne pelo amor aos animais, relatou que desenvolveu uma culinária natural.

“O vegetarismo está crescendo não só para evitar a matança dos animais, mas também por questões de saúde e as pessoas procuram muito por uma alimentação saudável e foi isso que nos trouxe para Piracicaba, tínhamos muitos clientes daqui que iam para Limeira”, acrescentou Gisele. Há exatos 30 anos sem comer carne, Gisele desenvolveu uma infinidade de pratos para sua própria alimentação e, posteriormente, incrementou no cardápio do Rhais.

Ela lembrou que o restaurante leva o nome “vegetarista” porque ingredientes de origem animal, como ovo e leite, são usados em algumas receitas.

“Quando abrimos ainda não tinha essa moda vegana, mas agora já desenvolvemos pratos para a culinária vegana porque tudo se desenvolveu muito. Hoje é possível fazer até suspiro sem a clara”, comentou Gisele.

A substituição das carnes abre um leque de possibilidades e o Rhais se baseia na ideia de que todos os pratos de uma alimentação carnívora pode ser recriado na vegetariana.

“Se é uma receita que leva carne moída, por exemplo, podemos substituir por soja. É possível fazer almôndega, quibe, presunto e salsicha. Não deixa nada a desejar”, pontuou a proprietária.

Todos os dias o restaurante serve dez pratos quentes e dez frios, sempre com, no máximo, uma fritura para manter baixo o grau de gordura do cardápio. Além disso, as receitas não se repetem ao longo da semana.

As tortas veganas com massa integral fazem muito sucesso, segundo Gisele. Os recheios variam entre legumes, quiche de alho poró e palmito, além dos enrolados de ricota com espinafre. Os hambúrgueres também se destacam e os mais preferidos são de quinoa, abobrinha, legumes e aveia com escarola. Este último é vegano e assado.

Com a soja também é possível fazer estrogonofe, bife a parmegiana, a acebolado, feito com a proteína graúda do grão. Gisele afirma que com a retirada da carne da dieta, é preciso repor as proteínas para equilibrar a alimentação. Assim, o restaurante preza pela diversidade dos tipos de feijão, arroz integral e as macarronadas tradicionais, como a de molho rosê.

O Rhais também conta com as sobremesas, servidas alternadamente. Entre elas estão: bolo de açúcar mascavo, torta de banana integral, torta de damasco, montanha russa (creme de pudim com suspiro), torta de castanha sem glúten e bolo de chocolate sem glúten.

SERVIÇO — Rhais Restaurante Vegetarista (avenida Independência, 1.072, Bairro Alto). De segunda a sexta-feira, das 11h às 14h30, e sábado, das 11h30 às 14h30. Informações: (19) 3426-1081.

Publicado em: 17 de abril de 2017

Adicionado em: Boa Comida

Deixe uma resposta