Alimentos antirrugas já!: Não são só os cremes que têm o poder de amenizar as temidas marcas de expressão na pele

Por Alinne Schmidt

Castanha-do-pará, brócolis, gelatina, tomate, morango… Com eles e muitos outros alimentos é possível unir o útil ao agradável: garantir uma pele invejável e prevenir doenças crônicas, como o câncer.

Basta também evitar hábitos que degradam a derme e companhia, como consumo exagerado de gorduras, para conquistar resultados positivos.

O envelhecimento, de fato, acontece de forma natural, portanto é inevitável. Mas você sabe como e por que esse processo ocorre? Os responsáveis são chamados radicais livres.

“Os radicais livres atuam no processo de envelhecimento, pois atingem direta e constantemente células e tecidos, que possuem ação acumulativa. Se no organismo ocorre um desequilíbrio entre os agentes oxidantes e pró-oxidantes, ocorre um acúmulo de radicais livres, levando então a célula à morte”, explicou a médica Maria Cristina dos Santos, especialista em dermatologia.

Por isso, investir em uma dieta rica em alimentos que possuem substâncias para combater essas moléculas no organismo pode amenizar os sinais da idade na pele.

“Uma dieta fora dos padrões considerados saudáveis leva ao aumento na produção de radicais livres e aumento na oxidação das moléculas de glicose ( fenômeno de glicação), levando também ao envelhecimento. Portanto, os antioxidantes, que combatem os radicais livres, são indicados para tratamento oral ou tópico, assim como também numa orientação alimentar”, destacou Maria Cristina.

Segundo a profissional, embora o papel da dieta contra o envelhecimento da pele seja ainda controverso devido a limitados dados científicos disponíveis, a partir de estudos com a vitamina D mais pesquisas sobre a área entraram em cena.

“Com esses estudos percebeu-se que a ingestão da vitamina D era muito baixa em relação à idade (de indivíduos) e, assim, iniciaram-se mais estudos sobre o papel da nutrição, da glicação e da oxidação no envelhecimento da pele.”

E graças a essas pesquisas hoje é possível tirar proveito dos alimentos que favorecem tanto a pele quanto a saúde e que, por sinal, já foram consumidos por muitos em algum momento da vida.

Agora, com as devidas explicações a seguir, é possível inserir ainda mais esses alimentos na rotina alimentar, mas de acordo com orientação médica, claro, pois as quantidades são específicas para cada organismo.

Conheça, então, alguns integrantes de uma turminha saudável que contribuem, e muito, para uma pele sempre bonita e radiante. As indicações são da médica Maria Cristina dos Santos.

Untitled-9

ROMÃ – O extrato da fruta contém um ingrediente natural, o ácido elágico, que, segundo Maria Cristina, inibe a produção de melanina (pigmento da pele) sendo eficaz no clareamento da pele, além da vitamina C, que age como um potente antioxidante. “Então, o extrato da romã, quando tomado via oral, pode ser utilizado como um agente clareador e eficaz para a pele”, disse.

CASTANHA-DO-PARÁ E BROTO DE BRÓCOLIS – A castanha-do-pará é rica em selênio, considerado um componente- chave contra o estresse oxidativo; tem, ainda, o poder de prevenir doenças crônicas. “O selênio associado ao broto de brócolis tem o potencial de melhorar as propriedades anticancerígenas do broto de brócolis”, enfatizou a médica.

Untitled-10

BRÓCOLIS – Já os brócolis, segundo a profissional, têm um composto ativo chamado sulforafano, que induz a desintoxicação de substâncias cancerígenas do organismo e ajuda na redução dos danos causados pela irradiação ultravioleta na pele.

MORANGO – Com forte atividade antioxidante e anti-inflamatória, o morango também se destaca como aliado da pele. A fruta, de acordo com Maria Cristina, também contém vários polifenois e seus principais componentes são as antocianinas, que têm ação fotoprotetora no ser humano, diminuindo os danos da radiação UVA, a qual induz lesões discretas no DNA, como também aumenta os radicais livres, que acarretam em variadas doenças de pele. “O extrato de morango tem uma atividade fotoprotetora em fibroblastos (células que formam o colágeno na pele), aumentando a viabilidade celular e diminuindo os danos ao DNA”, explicou.

Untitled-12

TOMATE E EXTRATO DE ACEROLA – Outra substância considerada importante na abordagem do fotoenvelhecimento cutâneo é o licopeno, como explicou Maria Cristina. “Encontrado no tomate, pertence à família dos carotenoides e que são também potentes antioxidantes na eliminação dos radicais livres”, disse. “Outro também é o extrato de acerola, rico em vitamina C”, acrescentou.

EXTRATO DE SEMENTE DE UVA – Possui um componente importante chamado resveratrol, “que ajuda a manter a longevidade saudável pelo fato de atuar neutralizando os danos dos radicais livres intracelulares e reparar os efeitos visíveis da pele envelhecida”.

GELATINA – Segundo a profissional, o colágeno hidrolisado melhora a elasticidade da pele e reduz as rugas, agindo na síntese da matriz dérmica. É encontrado na gelatina convencional, mas também nas carnes vermelhas ou brancas.

Untitled-13

RAIZ DO GINSENG – Este alimento contém o componente red ginseng, “que também possui efeitos antienvelhecimento, antioxidante e anti-inflamatório”. É encontrado na raiz do ginseng. Para Maria Cristina, o importante é não se preocupar com o envelhecimento. “Ele vai acontecendo naturalmente e isso não mudamos. Devemos nos importar com a saúde. E a forma para mantê-la é a boa alimentação. Essas e outras dicas alimentares sempre colaboram para nos manter saudáveis e equilibrados”, salienta.

Publicado em: 22 de maio de 2017

Adicionado em: Estilo

Deixe uma resposta